Publicado em Deixe um comentário

Oleo essencial para lipedema

Olá queridos leitores, hoje vamos falar sobre um tema muito importante para quem sofre de lipedema: os óleos essenciais. Como sabemos, o lipedema é uma condição crônica caracterizada pelo acúmulo anormal de gordura, principalmente nas pernas e nos braços, causando dor e desconforto.

No tratamento do lipedema, os óleos essenciais podem desempenhar um papel importante, ajudando a aliviar a dor, reduzir a inflamação e melhorar a circulação sanguínea. Aqui estão 10 óleos essenciais para ajudar você a entender melhor como os óleos essenciais podem ser benéficos no tratamento do lipedema:

Óleo Essencial de Cipreste para Lipedema:

Conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias e vasoconstritoras, o óleo essencial de cipreste pode ajudar a reduzir o inchaço e a inflamação associados ao lipedema.

Óleo Essencial de Limão para Lipedema:

Com suas propriedades desintoxicantes e estimulantes circulatórias, o óleo essencial de limão pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e reduzir a retenção de líquidos nas pernas.

Óleo Essencial de Gengibre para Lipedema:

Conhecido por suas propriedades analgésicas e anti-inflamatórias, o óleo essencial de gengibre pode ajudar a aliviar a dor e o desconforto causados pelo lipedema.

Óleo Essencial de Laranja para Lipedema:

Com suas propriedades anti-inflamatórias e diuréticas, o óleo essencial de laranja pode ajudar a reduzir a inflamação e a retenção de líquidos nas pernas.

Óleo Essencial de Canela para Lipedema:

Conhecido por suas propriedades vasodilatadoras e anti-inflamatórias, o óleo essencial de canela pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e reduzir o inchaço nas pernas.

Óleo Essencial de Manjerona para Lipedema:

Com suas propriedades analgésicas e relaxantes, o óleo essencial de manjerona pode ajudar a aliviar a dor e a tensão muscular associadas ao lipedema.

Óleo Essencial de Junípero para Lipedema:

Conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias e diuréticas, o óleo essencial de junípero pode ajudar a reduzir a inflamação e a retenção de líquidos nas pernas.

Óleo Essencial de Lavanda para Lipedema:

Com suas propriedades relaxantes e analgésicas, o óleo essencial de lavanda pode ajudar a aliviar a dor e a promover o relaxamento muscular nas pernas.

Óleo Essencial de Alecrim para Lipedema:

Conhecido por suas propriedades estimulantes circulatórias e analgésicas, o óleo essencial de alecrim pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e aliviar a dor nas pernas.

Óleo Essencial de Patchouli para Lipedema:

Com suas propriedades anti-inflamatórias e regeneradoras, o óleo essencial de patchouli pode ajudar a reduzir a inflamação e a promover a regeneração celular nas áreas afetadas pelo lipedema.

É importante ressaltar que os óleos essenciais devem ser usados com cuidado e sempre diluídos em um óleo carreador adequado, como o óleo de coco ou o óleo de jojoba.

Se você sofre de lipedema e gostaria de saber mais sobre como os óleos essenciais podem ajudar no seu tratamento, não hesite em agendar uma consulta online comigo. Clique no link do WhatsApp na lateral direita do site e agende sua consulta hoje mesmo.

Espero ter ajudado você a entender melhor como os óleos essenciais podem ser benéficos no tratamento do lipedema. Até a próxima!

Publicado em Deixe um comentário

Mal de parkinson tratamento natural

Olá! Eu sou a Dra. Larissa Scharf, nutricionista, e hoje vamos explorar juntas algumas perguntas frequentes sobre o tratamento natural do Mal de Parkinson.

Muitos pacientes e familiares buscam alternativas naturais para complementar o tratamento convencional, então reuni informações baseadas em estudos científicos recentes para ajudar a esclarecer essas dúvidas.

Vamos lá?

Qual a importância da nutrição no manejo do Mal de Parkinson?

A alimentação pode influenciar diretamente os sintomas do Parkinson, como mostram estudos que apontam benefícios de nutrientes específicos no controle dos sintomas motores e não motores da doença.

Existem alimentos específicos que beneficiam pacientes com Parkinson?

Sim, alimentos ricos em antioxidantes, como frutas vermelhas e vegetais de folhas escuras, podem ajudar a combater os radicais livres, que são mais prevalentes em pacientes com Parkinson.

A dieta cetogênica é benéfica para o Mal de Parkinson?

Estudos indicam que a dieta cetogênica pode oferecer benefícios neuroprotetores devido à sua capacidade de modificar o metabolismo energético cerebral.

Como os ácidos graxos podem influenciar os sintomas do Parkinson?

Os ácidos graxos ômega-3 têm mostrado potencial para proteger neurônios e podem ajudar a melhorar a funcionalidade geral em pacientes com Parkinson.

Existe alguma relação entre a flora intestinal e o Mal de Parkinson?

Pesquisas recentes sugerem uma conexão entre a saúde intestinal e o Parkinson, apontando que um equilíbrio adequado da microbiota pode influenciar tanto a progressão quanto os sintomas da doença.

Quais suplementos naturais são recomendados para pacientes com Parkinson?

Suplementos como Coenzima Q10 e ginkgo biloba são estudados por seus possíveis efeitos neuroprotetores e suporte à saúde cerebral.

Qual o impacto do exercício físico no tratamento do Parkinson?

O exercício regular pode melhorar significativamente a mobilidade e reduzir os tremores, sendo uma parte essencial do tratamento natural.

A hidratação influencia os sintomas do Mal de Parkinson?

Manter-se hidratado é essencial, pois a desidratação pode agravar os sintomas, especialmente a rigidez e a dificuldade de movimento.

Qual o papel das terapias complementares, como acupuntura, no Mal de Parkinson?

Terapias complementares podem ajudar a aliviar alguns sintomas, como dor e rigidez, proporcionando um bem-estar geral ao paciente.

Como o estresse afeta o Mal de Parkinson e como pode ser controlado naturalmente?

Técnicas de redução de estresse, como meditação e yoga, são essenciais, pois o estresse pode exacerbar os sintomas da doença.

Ademais, estou muito animada para compartilhar que meu novo ebook “Cardápio para Parkinson com tratamento natural” já está disponível por apenas R$14,90! Nele, você encontrará receitas e dicas valiosas para adicionar na sua dieta.

Se você está buscando uma orientação mais personalizada sobre como a nutrição pode ajudar no tratamento do Mal de Parkinson, convido você para uma consulta online. Basta clicar no link do WhatsApp na lateral direita do site para agendar seu horário. Será um prazer ajudá-lo(a) a alcançar uma melhor qualidade de vida através de uma alimentação balanceada e natural!

Publicado em Deixe um comentário

O que fazer insônia

Olá! Aqui é a Dra. Larissa Scharf, nutricionista e especialista em bem-estar.

Se você chegou até aqui, provavelmente está em busca de soluções para a insônia, essa inimiga do descanso que tantos enfrentam. Neste artigo, vou compartilhar dicas valiosas e estratégias eficazes para combater a insônia.

E se você está procurando por soluções mais profundas, meu ebook “Como Dormir Rápido”, disponível por apenas R$14,90, pode ser exatamente o que você precisa.

O que fazer quando não consigo dormir devido à ansiedade?

A ansiedade é uma das principais causas de insônia. Técnicas de relaxamento, como respiração profunda e meditação, podem ser muito úteis. Criar uma rotina noturna relaxante e limitar a exposição a telas antes de dormir também pode ajudar a acalmar a mente.

Existem alimentos que ajudam a combater a insônia?

Sim! Alimentos ricos em triptofano, como banana e aveia, além de chás calmantes como camomila e valeriana, podem promover o relaxamento e ajudar no processo de adormecer.

Como o ambiente do quarto afeta meu sono?

Um ambiente tranquilo, escuro e fresco é ideal para o sono. Considere usar cortinas blackout, ajustar a temperatura do ambiente e investir em um colchão e travesseiros confortáveis para criar um espaço propício ao descanso.

Praticar exercícios à noite influencia a insônia?

Exercícios regulares são benéficos para o sono, mas devem ser evitados nas horas próximas ao horário de deitar. Atividades relaxantes, como yoga ou alongamentos leves, podem ser uma boa opção para a noite.

Como a rotina diária impacta a qualidade do meu sono?

Manter uma rotina regular, acordando e indo dormir nos mesmos horários todos os dias, inclusive nos finais de semana, ajuda a regular o relógio biológico do corpo, melhorando a qualidade do sono.

O que fazer quando desperto no meio da noite e não consigo voltar a dormir?

Evite ficar na cama rolando de um lado para o outro. Levante-se, faça uma atividade tranquila e relaxante sob luz baixa, e retorne à cama quando sentir sono novamente.

Beber álcool antes de dormir afeta o sono?

Embora o álcool possa inicialmente induzir sonolência, ele prejudica a qualidade do sono ao longo da noite. Evite bebidas alcoólicas nas horas que antecedem o sono.

O que fazer se o barulho externo estiver afetando meu sono?

Considere o uso de tampões de ouvido ou uma máquina de ruído branco para criar um ambiente sonoro mais controlado e propício ao descanso.

Como o estresse do dia a dia pode ser gerenciado para melhorar o sono?

Adotar técnicas de gerenciamento de estresse, como a prática regular de exercícios, técnicas de relaxamento e garantir um tempo para atividades prazerosas pode reduzir significativamente o impacto do estresse no sono.

Existem técnicas de relaxamento específicas para quem sofre de insônia?

Sim, técnicas como a relaxamento muscular progressivo, visualizações guiadas e a prática de mindfulness são particularmente eficazes para preparar o corpo e a mente para uma noite de sono tranquila.

Se a insônia tem sido um desafio para você, convido-o a descobrir estratégias e soluções mais aprofundadas no meu ebook “Como Dormir Rápido”. E para um plano personalizado que atenda às suas necessidades únicas, estou à disposição para consultas online.

Clique no link doWhatsApp na lateral direita do site para mais informações e apoio.

Lembrar que, embora a insônia possa ser desafiadora, existem muitas estratégias e ajustes no estilo de vida que podem oferecer alívio significativo. Desde aprimorar seu ambiente de sono até ajustar sua dieta e rotinas diurnas, pequenas mudanças podem ter um grande impacto.

Se você se sente sobrecarregado e não sabe por onde começar, estou aqui para ajudar.A insônia não precisa ser uma luta solitária. Com orientação e estratégias personalizadas, é possível encontrar o caminho de volta a noites de sono tranquilas e reparadoras.

Estou ansiosa para ajudá-lo a fazer essas mudanças e melhorar sua qualidade de vida através de um sono melhor.

Não deixe a insônia controlar sua vida. Permita-me ajudá-lo a tomar as rédeas de volta e desfrutar do descanso que você merece.

Aguardo o seu contato!

Referências:

Publicado em Deixe um comentário

Insônia sintomas

Olá! Sou Dra. Larissa Scharf, nutricionista, especialista em bem-estar e qualidade de vida. A insônia afeta muitas pessoas, e compreender seus sintomas é essencial para encontrar as soluções corretas.

Neste artigo, discuto estratégias para combater a insônia e apresento meu ebook “Como Dormir Rápido”, que pode ser uma ferramenta valiosa para quem busca melhorar a qualidade do sono.

Dificuldade para adormecer é sempre sinal de insônia?

Essa é uma das manifestações mais comuns da insônia, que pode ser exacerbada por fatores como estresse e uso de dispositivos eletrônicos antes de dormir. Adotar uma rotina noturna relaxante pode ajudar a preparar o corpo e a mente para o sono.

Acordar frequentemente durante a noite é normal?

Embora todos possam experimentar noites inquietas ocasionalmente, acordar repetidamente é um sintoma clássico da insônia. Fatores ambientais e estresse são contribuintes comuns que podem ser mitigados através de técnicas de relaxamento e melhoria do ambiente de sono.

O que significa acordar cedo demais e não conseguir voltar a dormir?

Isso indica que o sono não está sendo reparador. Ajustar sua rotina de sono e praticar técnicas de relaxamento ou meditação podem ajudar a melhorar a qualidade do seu sono e permitir que você descanse adequadamente até a manhã.

Sentir-se cansado durante o dia, mesmo após uma noite de sono, é sinal de insônia?

Sim, a insônia pode levar à sensação de fadiga ou sonolência durante o dia, o que afeta a energia e a concentração. Uma dieta equilibrada, exercícios regulares e boa higiene do sono podem ajudar a combater esse sintoma.

Insônia pode causar dificuldade de concentração e memória?

A falta de sono reparador pode prejudicar a cognição, concentração e memória. Implementar estratégias para melhorar a qualidade do sono pode trazer melhorias significativas nesses aspectos.

Por que me sinto irritado e tenho mudanças de humor com insônia?

A insônia pode afetar o equilíbrio hormonal, levando a mudanças no humor e aumento da irritabilidade. Gerenciar o estresse e manter uma rotina de sono consistente podem ajudar a estabilizar o humor.

A insônia afeta o apetite ou o peso?

Sim, pode influenciar os hormônios reguladores do apetite, o que pode levar a alterações no apetite e no peso. Uma alimentação regular e balanceada pode ajudar a controlar esses efeitos.

Quais são as consequências de longo prazo da insônia?

A insônia crônica pode aumentar o risco de doenças cardíacas, diabetes e depressão. Buscar ajuda profissional para tratar a insônia é importante para evitar esses riscos à saúde.

Existem estratégias naturais para combater a insônia?

Estratégias como manter uma dieta rica em nutrientes, exercícios físicos regulares e uma rotina de relaxamento noturno podem ser eficazes. Suplementos como a melatonina também podem ser úteis.

Como posso ajustar minha rotina para melhorar a qualidade do meu sono?

Criar uma rotina pré-sono relaxante e manter horários consistentes para dormir e acordar ajuda a regular o relógio biológico e melhora a qualidade do sono.

Se você está buscando soluções para a insônia, convido você a conhecer meu ebook “Como Dormir Rápido”.

E se precisar de orientações personalizadas, estou à disposição para consultas online.

Clique no link do WhatsApp na lateral direita do site para agendar sua consulta.

Lembre-se, o tratamento e a melhoria dos sintomas de insônia muitas vezes requerem uma abordagem holística, que não se limita apenas a mudanças de hábitos, mas também a uma alimentação balanceada e, em alguns casos, apoio psicológico.

Estou aqui para oferecer suporte nessa jornada em busca de noites mais tranquilas e restauradoras.

Até a próxima, e que você encontre o descanso que merece.

Referências:

Artigo: “Sleep Duration and Quality: Impact on Lifestyle Behaviors and Cardiometabolic Health: A Scientific Statement from the American Heart Association”

Ano: 2016

Revista: Circulation

Constatação: Alterações no sono estão associadas a distúrbios metabólicos, sendo um importante fator de risco para o desenvolvimento de obesidade, doenças metabólicas e cardiovasculares​ (SciELO)​.

Artigo: “Quality of sleep, health and well-being in a population-based study”

Ano: Não especificado

Revista: SciELO Brasil

Constatação: A qualidade do sono tem um forte impacto na saúde das populações, necessitando de monitoramento para identificar os segmentos mais vulneráveis e sinalizar estratégias apropriadas de controle e tratamento de distúrbios do sono​ (SciELO Brasil)​.

Artigo: “Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida”

Ano: Não especificado

Revista: SciELO Brasil

Constatação: Os distúrbios do sono são classificados em três principais sistemas, cada um com diferentes critérios de inclusão, o que dificulta o diagnóstico e a interpretação de resultados sobre os diferentes distúrbios do sono​ (SciELO Brasil)​.

Artigo: “Effect of chronic sleep deprivation on the acrosomal integrity and functional parameters of murine sperm”

Ano: 2022

Revista: Fertil Steril Sci

Constatação: Examina o efeito da privação crônica do sono na integridade acrosomal e nos parâmetros funcionais do esperma murino​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “The effects of sleep deprivation and obstructive sleep apnea syndrome on male reproductive function: a multi-arm randomized trial.”

Ano: Não especificado

Revista: J Sleep Res

Constatação: Investiga os efeitos da privação de sono e da síndrome da apneia obstrutiva do sono na função reprodutiva masculina​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Sleep characteristics and inflammatory markers in women with post-traumatic stress disorder.”

Ano: 2023

Revista: BMC Psychiatry

Constatação: Analisa as características do sono e marcadores inflamatórios em mulheres com transtorno de estresse pós-traumático​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Self-efficacy: what is your role in the sleep and pain of patients with chronic shoulder pain?”

Ano: Não especificado

Revista: Pain Med.

Constatação: Explora o papel da autoeficácia no sono e na dor de pacientes com dor crônica no ombro​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Preliminary short-term outcomes of rapid maxillary expansion on periodic limb movements during sleep in pediatric sleep-disordered breathing”

Ano: 2023

Revista: Int J Pediatr Otorhinolaryngol

Constatação: Avalia os resultados preliminares a curto prazo da expansão rápida da maxila sobre os movimentos periódicos dos membros durante o sono em crianças com respiração desordenada do sono​ (Sleep Institute)​.



Publicado em Deixe um comentário

Sono cade você ?

Olá! Eu sou a Dra. Larissa Scharf, nutricionista, e uma das perguntas que frequentemente me fazem é: “Não consigo dormir, o que fazer?”.

Sabemos que uma boa noite de sono é essencial para nossa saúde e bem-estar geral. Por isso, preparei este guia com dicas fundamentais para quem enfrenta dificuldades para dormir. Além disso, vou falar um pouco sobre meu ebook “Como Dormir Rápido”, que pode ser uma excelente ferramenta para te ajudar a dormir melhor.

Por que sinto dificuldade em dormir mesmo estando cansado?

Esse é um paradoxo comum que pode ser causado por estresse, ansiedade ou até mesmo hábitos noturnos inadequados. Estabelecer uma rotina de relaxamento antes de dormir pode ajudar seu corpo a entender que é hora de descansar.

Alimentos pesados podem afetar minha capacidade de dormir?

Sim, refeições pesadas ou ricas em cafeína próximas ao horário de dormir podem dificultar o sono. Opte por uma refeição leve e evite cafeína pelo menos seis horas antes de dormir.

O ambiente do meu quarto pode influenciar minha insônia?

Um ambiente tranquilo, escuro e fresco é mais propício ao sono. Considere usar cortinas blackout, ajustar a temperatura do ambiente e garantir um colchão e travesseiros confortáveis.

Exercícios físicos à noite me ajudam a dormir melhor?

O exercício pode ajudar, mas deve ser feito na hora certa. Exercícios intensos devem ser evitados nas horas que antecedem o sono, pois podem deixar você mais energizado. Opte por exercícios leves ou práticas relaxantes, como ioga, no período da noite.

Como a ansiedade e o estresse afetam meu sono?

Estresse e ansiedade são causas comuns de insônia, pois elevam os níveis de cortisol, dificultando o relaxamento necessário para adormecer. Técnicas de relaxamento e gerenciamento de estresse podem ser muito úteis.

O que fazer se acordar no meio da noite e não conseguir voltar a dormir?

Evite ficar na cama rolando de um lado para o outro. Levante-se, faça uma atividade relaxante em outra sala sob luz baixa e retorne à cama quando se sentir sonolento novamente.

Por que a consistência na hora de dormir e acordar é importante?

Manter um horário regular para dormir e acordar ajuda a regular seu relógio biológico, melhorando a qualidade do seu sono a longo prazo.

Como posso utilizar a alimentação para melhorar meu sono?

Incluir alimentos ricos em magnésio, como folhas verdes e nozes, e evitar grandes quantidades de açúcares e carboidratos refinados à noite pode promover um sono mais tranquilo.

Bebidas alcoólicas afetam meu sono?

Sim, o álcool pode até ajudar a adormecer mais rápido, mas prejudica a qualidade do sono, especialmente na segunda metade da noite.

Existem técnicas de relaxamento que posso praticar para dormir melhor?

Técnicas como a meditação, a atenção plena (mindfulness) e exercícios de respiração profunda provaram ser eficazes para reduzir o tempo necessário para adormecer e melhorar a qualidade do sono.

Se você está buscando mais estratégias e técnicas para uma boa noite de sono, meu ebook “Como Dormir Rápido”, disponível por apenas R$14,90, é uma ótima fonte de informações. E se precisar de um plano personalizado, estou aqui para ajudar!

Agende uma consulta online comigo clicando no link do WhatsApp na lateral direita do site para mais informações e apoio.

Investir na qualidade do seu sono é investir na sua saúde geral, energia diária e bem-estar.

Espero que estas dicas possam ajudá-lo a encontrar o descanso que você merece.

Sonhos tranquilos e até a próxima!

Referências:

Artigo: “Sleep Duration and Quality: Impact on Lifestyle Behaviors and Cardiometabolic Health: A Scientific Statement from the American Heart Association”

Ano: 2016

Revista: Circulation

Constatação: Alterações no sono estão associadas a distúrbios metabólicos, sendo um importante fator de risco para o desenvolvimento de obesidade, doenças metabólicas e cardiovasculares​ (SciELO)​.

Artigo: “Quality of sleep, health and well-being in a population-based study”

Ano: Não especificado

Revista: SciELO Brasil

Constatação: A qualidade do sono tem um forte impacto na saúde das populações, necessitando de monitoramento para identificar os segmentos mais vulneráveis e sinalizar estratégias apropriadas de controle e tratamento de distúrbios do sono​ (SciELO Brasil)​.

Artigo: “Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida”

Ano: Não especificado

Revista: SciELO Brasil

Constatação: Os distúrbios do sono são classificados em três principais sistemas, cada um com diferentes critérios de inclusão, o que dificulta o diagnóstico e a interpretação de resultados sobre os diferentes distúrbios do sono​ (SciELO Brasil)​.

Artigo: “Effect of chronic sleep deprivation on the acrosomal integrity and functional parameters of murine sperm”

Ano: 2022

Revista: Fertil Steril Sci

Constatação: Examina o efeito da privação crônica do sono na integridade acrosomal e nos parâmetros funcionais do esperma murino​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “The effects of sleep deprivation and obstructive sleep apnea syndrome on male reproductive function: a multi-arm randomized trial.”

Ano: Não especificado

Revista: J Sleep Res

Constatação: Investiga os efeitos da privação de sono e da síndrome da apneia obstrutiva do sono na função reprodutiva masculina​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Sleep characteristics and inflammatory markers in women with post-traumatic stress disorder.”

Ano: 2023

Revista: BMC Psychiatry

Constatação: Analisa as características do sono e marcadores inflamatórios em mulheres com transtorno de estresse pós-traumático​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Self-efficacy: what is your role in the sleep and pain of patients with chronic shoulder pain?”

Ano: Não especificado

Revista: Pain Med.

Constatação: Explora o papel da autoeficácia no sono e na dor de pacientes com dor crônica no ombro​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Preliminary short-term outcomes of rapid maxillary expansion on periodic limb movements during sleep in pediatric sleep-disordered breathing”

Ano: 2023

Revista: Int J Pediatr Otorhinolaryngol

Constatação: Avalia os resultados preliminares a curto prazo da expansão rápida da maxila sobre os movimentos periódicos dos membros durante o sono em crianças com respiração desordenada do sono​ (Sleep Institute)​.

Publicado em Deixe um comentário

Dormir bem

Sejam bem-vindos ao meu blog! Sou a Dra. Larissa Scharf, nutricionista, e tenho uma paixão por ajudar as pessoas a viverem vidas mais saudáveis e felizes.

Uma boa noite de sono é essencial para isso, e muitas pessoas lutam para encontrar paz e descanso quando chega a hora de dormir. Com base nas últimas descobertas científicas, preparei um guia com perguntas frequentes sobre como dormir bem, e vou compartilhar com vocês estratégias comprovadas que podem melhorar a qualidade do seu sono.

Como a escolha de alimentos pode influenciar meu sono?

A alimentação exerce um impacto significativo na qualidade do sono. Alimentos que contêm triptofano, um precursor da serotonina, que por sua vez se converte em melatonina, o hormônio do sono, são essenciais. Incluir na dieta alimentos como banana, aveia e mel pode promover um sono melhor. Evitar estimulantes como cafeína e alimentos pesados ou picantes antes de dormir é igualmente importante, pois podem causar desconforto ou estimulação excessiva.

Por que administrar o estresse é importante para dormir bem?

O estresse ativa o sistema nervoso simpático, causando um estado de alerta que pode dificultar o sono. Técnicas de gerenciamento de estresse, como ioga, meditação e técnicas de respiração profunda, podem ser úteis. Estabelecer uma rotina relaxante antes de dormir, como ler um livro ou tomar um banho quente, também pode preparar seu corpo e mente para uma boa noite de sono.

Qual é o papel da rotina diária na qualidade do sono?

Uma rotina regular ajuda a sincronizar o relógio biológico do seu corpo, promovendo um sono melhor. Isso inclui ir para a cama e acordar nos mesmos horários todos os dias, incluindo fins de semana. Uma rotina pré-sono consistente também sinaliza ao seu corpo que é hora de desacelerar e preparar-se para dormir.

Como o exercício físico afeta o sono?

O exercício regular melhora a qualidade e a duração do sono ao reduzir o estresse e a ansiedade. No entanto, é recomendado evitar exercícios vigorosos nas horas próximas ao horário de dormir, pois podem aumentar a energia e dificultar o adormecimento. Opte por atividades relaxantes, como caminhadas leves ou alongamento, se desejar se exercitar à noite.

Que hábitos noturnos podem melhorar meu sono?

Desligar eletrônicos pelo menos uma hora antes de dormir pode ajudar, pois a luz azul de telas pode suprimir a produção de melatonina. Criar um ambiente de sono ideal, silencioso, escuro, fresco e usar a cama apenas para dormir e atividades relaxantes também são práticas recomendadas.

De que forma o ambiente do quarto impacta meu sono?

Um ambiente de sono ideal é tranquilo, escuro e um pouco fresco. Verifique se seu colchão e travesseiros são confortáveis e adequados às suas preferências. Considerar o uso de máscaras de olho, tampões de ouvido ou máquinas de som branco pode também contribuir para um ambiente mais propício ao sono.

Consumo de álcool e cafeína à noite afeta como durmo?

Sim, ambos podem prejudicar a qualidade do sono. A cafeína pode manter você acordado, enquanto o álcool pode interromper seu ciclo natural de sono mais tarde na noite. Limitar o consumo de cafeína a pelo menos seis horas antes de dormir e evitar o álcool à noite pode ajudar a melhorar o sono.

Qual a importância de uma dieta balanceada para uma boa noite de sono?

Uma dieta balanceada não apenas nutre o corpo mas também equilibra os hormônios que influenciam o sono, como a melatonina e o cortisol. Consumir uma variedade de alimentos ricos em vitaminas e minerais pode apoiar ciclos de sono saudáveis.

Quais estratégias posso adotar para lidar com insônia crônica?

Abordagens como terapia cognitivo-comportamental para insônia (TCC-I), manter um diário de sono, e consultar um profissional de saúde para avaliar outras condições subjacentes e possíveis tratamentos podem ser eficazes. Mudanças no estilo de vida, como melhorar a higiene do sono e implementar técnicas de relaxamento, também são cruciais.

Existem técnicas específicas que posso usar para adormecer mais facilmente?

Sim, técnicas como a relaxamento muscular progressivo, visualizações guiadas, e práticas de atenção plena podem ajudar a relaxar o corpo e a mente, facilitando o processo de adormecer. Estabelecer uma rotina de desaceleração, como tomar um banho quente ou praticar leitura leve, pode também preparar seu corpo para o sono.

Lembrando que uma boa noite de sono não é apenas um luxo, mas uma necessidade essencial para a saúde e o bem-estar. Para aqueles que desejam explorar mais sobre como alcançar uma noite de descanso reparadora, desenvolvi o ebook “Como Dormir Rápido”, disponível por apenas R$14,90. Este guia oferece estratégias comprovadas e dicas práticas para melhorar a qualidade do seu sono.

Se você está lutando contra a insônia ou simplesmente quer melhorar a qualidade do seu sono, uma consulta personalizada pode fazer toda a diferença.

Ofereço consultas online onde podemos discutir sua rotina, dieta, e outros fatores que podem estar afetando seu sono. Para marcar uma consulta, clique no link do WhatsApp disponível na lateral direita do site.

Investir no seu sono é investir na sua saúde. Com as estratégias certas e um pouco de dedicação, é possível desfrutar de noites de sono profundas e reparadoras. Estou aqui para ajudá-lo nessa jornada. Até breve e sonhos tranquilos!


Ao abordar essas questões com mais profundidade, espero ter fornecido informações valiosas e práticas para todos que buscam melhorar a qualidade do seu sono. Cada estratégia mencionada aqui é baseada em evidências científicas e na minha experiência como nutricionista, visando promover uma abordagem holística e personalizada para o sono. Se você deseja um acompanhamento mais detalhado e personalizado, não hesite em entrar em contato.

Juntos, podemos trabalhar para alcançar o descanso noturno que você merece.

Referências:

Artigo: “Sleep Duration and Quality: Impact on Lifestyle Behaviors and Cardiometabolic Health: A Scientific Statement from the American Heart Association”

Ano: 2016

Revista: Circulation

Constatação: Alterações no sono estão associadas a distúrbios metabólicos, sendo um importante fator de risco para o desenvolvimento de obesidade, doenças metabólicas e cardiovasculares​ (SciELO)​.

Artigo: “Quality of sleep, health and well-being in a population-based study”

Ano: Não especificado

Revista: SciELO Brasil

Constatação: A qualidade do sono tem um forte impacto na saúde das populações, necessitando de monitoramento para identificar os segmentos mais vulneráveis e sinalizar estratégias apropriadas de controle e tratamento de distúrbios do sono​ (SciELO Brasil)​.

Artigo: “Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida”

Ano: Não especificado

Revista: SciELO Brasil

Constatação: Os distúrbios do sono são classificados em três principais sistemas, cada um com diferentes critérios de inclusão, o que dificulta o diagnóstico e a interpretação de resultados sobre os diferentes distúrbios do sono​ (SciELO Brasil)​.

Artigo: “Effect of chronic sleep deprivation on the acrosomal integrity and functional parameters of murine sperm”

Ano: 2022

Revista: Fertil Steril Sci

Constatação: Examina o efeito da privação crônica do sono na integridade acrosomal e nos parâmetros funcionais do esperma murino​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “The effects of sleep deprivation and obstructive sleep apnea syndrome on male reproductive function: a multi-arm randomized trial.”

Ano: Não especificado

Revista: J Sleep Res

Constatação: Investiga os efeitos da privação de sono e da síndrome da apneia obstrutiva do sono na função reprodutiva masculina​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Sleep characteristics and inflammatory markers in women with post-traumatic stress disorder.”

Ano: 2023

Revista: BMC Psychiatry

Constatação: Analisa as características do sono e marcadores inflamatórios em mulheres com transtorno de estresse pós-traumático​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Self-efficacy: what is your role in the sleep and pain of patients with chronic shoulder pain?”

Ano: Não especificado

Revista: Pain Med.

Constatação: Explora o papel da autoeficácia no sono e na dor de pacientes com dor crônica no ombro​ (Sleep Institute)​.

Artigo: “Preliminary short-term outcomes of rapid maxillary expansion on periodic limb movements during sleep in pediatric sleep-disordered breathing”

Ano: 2023

Revista: Int J Pediatr Otorhinolaryngol

Constatação: Avalia os resultados preliminares a curto prazo da expansão rápida da maxila sobre os movimentos periódicos dos membros durante o sono em crianças com respiração desordenada do sono​ (Sleep Institute)​.

Publicado em Deixe um comentário

Remédios que dão sono

Olá! Sou Dra. Larissa Scharf, nutricionista!

Muitos de meus pacientes e leitores buscam soluções para suas dificuldades de sono, e uma questão recorrente é sobre remédios que induzem ao sono. Vamos explorar algumas dúvidas comuns e discutir alternativas saudáveis.

Quais remédios comuns são conhecidos por induzir ao sono?

Muitos medicamentos podem causar sonolência como efeito colateral, incluindo alguns anti-histamínicos, anti-ansiedade, antidepressivos e medicamentos para pressão alta. É importante conhecer os efeitos colaterais dos medicamentos que você está tomando.

Medicamentos para dormir são seguros a longo prazo?

Medicamentos prescritos para insônia, como os benzodiazepínicos e os não benzodiazepínicos (como zolpidem), devem ser usados com cautela e sob supervisão médica, pois podem ter efeitos colaterais e risco de dependência a longo prazo.

Existem alternativas naturais para induzir ao sono?

Sim, existem alternativas naturais como melatonina, valeriana, camomila e magnésio, que são consideradas opções mais seguras para ajudar a induzir ao sono.

Alimentos podem atuar como remédios naturais para o sono?

Alimentos ricos em triptofano, como abanana, podem ajudar a promover o sono. Consumir alimentos leves e evitar cafeína e açúcar antes de dormir também pode auxiliar.

Como o exercício físico influencia a necessidade de remédios para dormir?

O exercício regular pode melhorar significativamente a qualidade do sono e reduzir a necessidade de medicamentos para dormir, ao promover a fadiga física saudável e regular o relógio biológico.

Álcool e remédios para dormir são uma combinação segura?

Não, o álcool pode interferir na eficácia dos medicamentos para dormir e aumentar o risco de efeitos colaterais.

É recomendado evitar o álcool quando se está usando medicamentos para induzir ao sono.

Qual o papel do estresse na eficácia dos remédios para dormir?

O estresse pode reduzir a eficácia dos remédios para dormir, tornando mais difícil adormecer mesmo com a medicação. Técnicas de redução de estresse e ansiedade são essenciais para melhorar a qualidade do sono.

Remédios para dormir podem afetar a qualidade do sono REM?

Sim, alguns remédios para dormir podem afetar a arquitetura do sono, incluindo a diminuição do sono REM, que é essencial para a restauração mental e emocional.

Quando devo considerar o uso de remédios para dormir?

O uso de remédios para dormir deve ser considerado quando outras abordagens não medicamentosas não foram eficazes e sempre sob orientação de um profissional de saúde.

Como posso reduzir minha dependência de remédios para dormir?

A redução da dependência de remédios para dormir envolve a adoção de hábitos de sono saudáveis, como estabelecer uma rotina de relaxamento antes de dormir, criar um ambiente de sono propício e buscar tratamento para qualquer condição de saúde subjacente que possa estar afetando o sono.

Se você está buscando melhorar a qualidade do seu sono e reduzir a dependência de medicamentos, convido você a explorar meu ebook “Como Dormir Rápido”, disponível por apenas R$14,90. Nele, ofereço estratégias e dicas práticas para uma noite de sono restauradora.

Para orientações personalizadas sobre como melhorar seu sono de forma natural, agende uma consulta online comigo. Clique no link do WhatsApp na lateral direita do site e vamos trabalhar juntos para alcançar um sono de qualidade, promovendo sua saúde e bem-estar.

Aguardo seu contato!

Publicado em Deixe um comentário

Dormir demais pode ser sintoma de alguma doença

Olá leitores!

Boa saúde começa com bom sono. Percebo em meu consultório e através de mensagens no blog uma crescente preocupação com o excesso de sono e como ele pode estar ligado a diversas condições de saúde. Dormir demais, conhecido cientificamente como hipersonia, não é apenas um sinal de preguiça, como alguns podem pensar, mas muitas vezes um sintoma de questões de saúde subjacentes que merecem atenção.

Por que sinto necessidade de dormir tanto e ainda me sinto cansado?

A necessidade de dormir excessivamente e ainda sentir-se cansado pode ser um indicativo de que seu corpo e mente não estão se recuperando adequadamente durante o sono. Isso pode ser devido a distúrbios do sono, como apneia, que interrompe a respiração e impede o sono profundo, ou pode ser um sinal de depressão, onde o desequilíbrio químico no cérebro afeta os padrões de sono.

A ansiedade e o estresse contribuem para o excesso de sono? Como posso gerenciar isso?

Sim, ansiedade e estresse são grandes contribuintes para o excesso de sono. Eles podem causar insônia inicialmente, mas também podem levar a um sono não reparador, resultando na necessidade de dormir mais horas para tentar compensar. Gerenciar ansiedade e estresse através de técnicas de relaxamento, como ioga, meditação, e aconselhamento, pode ajudar a melhorar a qualidade do sono.

Como a alimentação influencia no excesso de sono?

A dieta desempenha um papel essencial na regulação do sono. Alimentos pesados ou ricos em cafeína consumidos à noite podem perturbar o sono, enquanto uma dieta balanceada, rica em vegetais, frutas, proteínas magras e gorduras saudáveis, pode promover um sono mais reparador, reduzindo a necessidade de horas extras de descanso.

Quais condições médicas estão associadas ao sono excessivo?

Além de distúrbios do sono como apneia e narcolepsia, condições médicas como hipotireoidismo, depressão e até diabetes podem causar sono excessivo. Alterações hormonais e deficiências nutricionais também podem afetar os padrões de sono.

O ambiente pode afetar o excesso de sono? Como posso otimizar meu quarto para um sono melhor?

Sim, o ambiente desempenha um papel fundamental. Um quarto que é muito quente, barulhento ou iluminado pode interferir na capacidade de adormecer e manter o sono. Otimizar seu ambiente de sono envolve manter o quarto fresco, escuro e silencioso, e investir em uma cama confortável e travesseiros que suportem um bom alinhamento do corpo.

Existe uma ligação entre o estilo de vida sedentário e o excesso de sono?

Um estilo de vida sedentário pode levar ao excesso de sono, pois a falta de exercícios físicos pode afetar negativamente a qualidade do sono e os ciclos circadianos. Incluir exercícios regulares na sua rotina pode ajudar a normalizar seus padrões de sono.

Medicamentos podem ser a causa do meu excesso de sono?

Certos medicamentos, especialmente aqueles que têm efeitos sedativos como alguns antidepressivos e antialérgicos, podem contribuir para o excesso de sono. É importante discutir os possíveis efeitos colaterais dos medicamentos com seu médico.

Quando devo procurar ajuda para o excesso de sono?

Se você está experimentando um sono excessivo que afeta sua qualidade de vida, acompanhado de outros sintomas como dificuldade de concentração, alterações de humor ou um sentimento constante de fadiga, é hora de procurar ajuda médica.

Se você está enfrentando dificuldades com o excesso de sono e procura soluções personalizadas, estou aqui para ajudar. Meu ebook “Como Dormir Rápido”, disponível por apenas R$14,90, oferece estratégias valiosas para otimizar seu sono.

Para uma orientação mais personalizada, agende uma consulta online comigo. Clique no link do WhatsApp na lateral direita do site para começarmos a trabalhar juntos em melhorar sua saúde através de um sono de qualidade. Estou ansiosa para ajudá-lo a alcançar noites de sono mais reparadoras e uma vida mais saudável.

Publicado em Deixe um comentário

Insônia causas

Olá! Eu sou a Dra. Larissa Scharf, nutricionista. A insônia é um problema que afeta muitas pessoas, trazendo dificuldades não só para adormecer, mas também impactando a saúde de maneira geral. Vamos explorar as possíveis causas da insônia e o que você pode fazer para melhorar a qualidade do seu sono.

Qual a relação entre estresse e insônia?

O estresse é uma das principais causas da insônia. Quando estamos estressados, nosso corpo produz hormônios como o cortisol, que podem manter a mente ativa e impedir o relaxamento necessário para um sono reparador.

A ansiedade pode ser a causa da minha insônia?

Sim, a ansiedade está intimamente ligada à insônia. Preocupações constantes e pensamentos ansiosos à noite podem dificultar a transição para o estado de sono, resultando em noites mal dormidas.

Como hábitos alimentares influenciam na insônia?

Alimentos ricos em cafeína e açúcar consumidos perto da hora de dormir podem estimular demais o corpo e a mente, enquanto uma dieta equilibrada pode promover um melhor descanso noturno.

Existe alguma relação entre exercícios físicos e insônia?

A falta de exercícios físicos pode contribuir para a insônia, pois o exercício físico regular ajuda a regular o relógio biológico e promove a fadiga física necessária para o sono. No entanto, exercitar-se muito perto da hora de dormir pode ser estimulante e prejudicar o sono.

Distúrbios do sono podem causar insônia?

Sim, distúrbios como apneia do sono e síndrome das pernas inquietas podem interromper o sono durante a noite, contribuindo para a insônia.

Qual o impacto do ambiente de sono na insônia?

Um ambiente inadequado para o sono, que seja barulhento, muito iluminado ou desconfortável, pode dificultar a adormecer ou manter o sono durante a noite.

Mudanças na rotina podem ser uma causa de insônia?

Mudanças significativas na rotina diária, como turnos de trabalho variados ou viagens que envolvem diferentes fusos horários, podem desregular o ciclo circadiano e causar insônia.

Como condições médicas influenciam na insônia?

Condições como depressão, ansiedade, distúrbios da tireoide, entre outras, podem ter a insônia como um de seus sintomas, devido ao impacto dessas condições no equilíbrio hormonal e nervoso do corpo.

O uso de dispositivos eletrônicos pode causar insônia?

Sim, a luz azul emitida por dispositivos eletrônicos pode suprimir a produção de melatonina, o hormônio do sono, dificultando a capacidade de adormecer.

Como a idade afeta a insônia?

Com o avançar da idade, mudanças nos padrões de sono são comuns. O sono tende a se tornar mais leve e fragmentado, aumentando a probabilidade de insônia.

Se você está enfrentando dificuldades para dormir e busca soluções personalizadas, eu posso ajudar. Convido você a explorar meu ebook “Como Dormir Rápido”, disponível por apenas R$14,90, onde compartilho estratégias e dicas para combater a insônia.

Além disso, estou disponível para consultas online. Acesse o link do WhatsApp na lateral direita do site para agendar sua consulta personalizada. Juntos, podemos trabalhar para identificar as causas da sua insônia e desenvolver um plano personalizado que atenda às suas necessidades.

Estou aqui para ajudá-lo a alcançar noites de sono mais tranquilas e reparadoras.

Aguardo seu contato!

Referências:

Artigo: “Sleep Duration and Quality: Impact on Lifestyle Behaviors and Cardiometabolic Health: A Scientific Statement from the American Heart Association” – Ano: 2016 – Revista: Circulation – Constatação: Alterações no sono estão associadas a distúrbios metabólicos, representando um importante fator de risco para o desenvolvimento de obesidade, doenças metabólicas e cardiovasculares​ (scielosp)​.

Artigo: “Quality of sleep, health and well-being in a population-based study” – Ano: Não especificado – Revista: Não especificada – Constatação: A qualidade do sono tem um impacto significativo na saúde das populações, necessitando de monitoramento para identificar segmentos sociais e demográficos vulneráveis e sinalizar estratégias apropriadas de controle e tratamento​ (scielo)​.

Artigo: “Insônia na infância e adolescência: aspectos clínicos, diagnóstico e abordagem terapêutica” – Ano: Não especificado – Revista: Sanar Medicina – Constatação: Na adolescência, a insônia pode estar relacionada à higiene inadequada do sono, ao atraso de fase ou ter origem psicofisiológica​ (sanarmed)​.

Artigo: “Resumo de insônia: epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento” – Ano: Não especificado – Revista: Sanar Medicina – Constatação: A insônia crônica refere-se aos sintomas de insônia que persistem por pelo menos três meses, com a maioria dos pacientes endossando os sintomas ao longo de muitos anos​ (sanarmed)​.

Artigo: “Mediating effects of body mass index, physical activity, and emotional distress on the relationship between short sleep and cardiovascular disease” – Ano: 2018 – Revista: Medicine (Baltimore) – Constatação: Alterações no sono têm sido consideradas tanto sinal preditivo de diversas doenças quanto sintoma, associadas a distúrbios metabólicos e representando importante fator de risco para o desenvolvimento de condições como obesidade, doenças metabólicas e cardiovasculares​ (scielosp)​.


Publicado em Deixe um comentário

Como dormir rápido em 1 minuto

Olá, sou a Dra. Larissa Scharf, nutricionista. Em meu blog, muitas pessoas buscam dicas de como adormecer rapidamente, especialmente aquelas que lutam com dificuldades para pegar no sono. Embora adormecer em exatamente um minuto possa não ser viável para todos, há técnicas e estratégias que podem ajudar a acelerar esse processo. Vamos explorar algumas dicas fundamentadas em ciência que podem te aproximar desse objetivo.

Existe uma técnica de respiração que ajuda a adormecer rapidamente?

Sim, a técnica de respiração 4-7-8 pode ser particularmente útil. Ela envolve inspirar pelo nariz por 4 segundos, segurar a respiração por 7 segundos e exalar lentamente pela boca por 8 segundos. Isso ajuda a relaxar o sistema nervoso e preparar o corpo para o sono.

Qual é o papel da rotina pré-sono na rapidez com que adormeço?

Estabelecer uma rotina de relaxamento antes de dormir pode sinalizar ao seu corpo que é hora de descansar. Atividades como ler um livro, tomar um banho morno, ou praticar meditação podem ser eficazes.

Posso utilizar a visualização para adormecer mais rápido?

Sim, a técnica de visualização, onde você imagina um cenário relaxante e pacífico, pode ajudar a desviar a mente de pensamentos ansiosos e promover o relaxamento necessário para adormecer.

Como a escolha do travesseiro influencia a rapidez com que adormeço?

Um travesseiro adequado, que ofereça suporte adequado para o seu pescoço e alinhe a coluna corretamente, pode não apenas melhorar a qualidade do seu sono, mas também ajudar a adormecer mais rápido.

Qual é o impacto da temperatura do ambiente no tempo que levo para adormecer?

Um ambiente fresco é mais propício para o sono. A temperatura ideal para o quarto de dormir está entre 18°C e 22°C, facilitando a queda na temperatura corporal interna necessária para adormecer.

A exposição à luz influencia minha capacidade de adormecer rapidamente?

Sim, a exposição à luz azul de telas antes de dormir pode interferir na produção de melatonina, o hormônio do sono. Reduzir essa exposição à noite pode ajudar a adormecer mais rápido.

Exercícios físicos durante o dia me ajudam a adormecer mais rápido à noite?

Praticar exercícios físicos regularmente melhora a qualidade do sono e pode ajudar a adormecer mais rapidamente, mas evite exercícios intensos perto da hora de dormir.

Quais alimentos devo evitar para não prejudicar meu sono?

Evitar alimentos pesados, picantes ou ricos em cafeína nas horas antes de dormir pode evitar desconfortos e estimulação excessiva, facilitando um adormecimento mais rápido.

Existem suplementos naturais que podem me ajudar a dormir mais rápido?

Suplementos como melatonina e magnésio podem ser úteis para algumas pessoas, mas é importante consultar um profissional de saúde antes de iniciar seu uso.

Como a consistência na minha rotina de sono afeta a rapidez com que adormeço?

Manter uma rotina de sono consistente, indo para a cama e acordando nos mesmos horários todos os dias, ajuda a regular o relógio biológico do corpo, melhorando sua capacidade de adormecer rapidamente.

Se você deseja aprofundar seu conhecimento sobre técnicas e estratégias para melhorar a qualidade do seu sono, convido você a conhecer meu ebook “Como Dormir Rápido”, disponível por apenas R$14,90. Nele, compartilho informações valiosas que podem transformar suas noites de sono.

Para orientações personalizadas sobre dieta, suplementação e hábitos saudáveis de sono, agende uma consulta online comigo.

Acesse o link do WhatsApp na lateral direita do site e vamos trabalhar juntos para melhorar seu sono e sua saúde geral. Estou aqui para ajudá-lo a encontrar soluções personalizadas para suas necessidades de sono.

Aguardo seu contato!

Referências:

Artigo: “Sleep Duration and Quality: Impact on Lifestyle Behaviors and Cardiometabolic Health: A Scientific Statement from the American Heart Association” – Ano: 2016 – Revista: Circulation – Constatação: Alterações no sono estão associadas a distúrbios metabólicos, representando um importante fator de risco para o desenvolvimento de obesidade, doenças metabólicas e cardiovasculares​ (scielosp)​.

Artigo: “Quality of sleep, health and well-being in a population-based study” – Ano: Não especificado – Revista: Não especificada – Constatação: A qualidade do sono tem um impacto significativo na saúde das populações, necessitando de monitoramento para identificar segmentos sociais e demográficos vulneráveis e sinalizar estratégias apropriadas de controle e tratamento​ (scielo)​.

Artigo: “Insônia na infância e adolescência: aspectos clínicos, diagnóstico e abordagem terapêutica” – Ano: Não especificado – Revista: Sanar Medicina – Constatação: Na adolescência, a insônia pode estar relacionada à higiene inadequada do sono, ao atraso de fase ou ter origem psicofisiológica​ (sanarmed)​.

Artigo: “Resumo de insônia: epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento” – Ano: Não especificado – Revista: Sanar Medicina – Constatação: A insônia crônica refere-se aos sintomas de insônia que persistem por pelo menos três meses, com a maioria dos pacientes endossando os sintomas ao longo de muitos anos​ (sanarmed)​.

Artigo: “Mediating effects of body mass index, physical activity, and emotional distress on the relationship between short sleep and cardiovascular disease” – Ano: 2018 – Revista: Medicine (Baltimore) – Constatação: Alterações no sono têm sido consideradas tanto sinal preditivo de diversas doenças quanto sintoma, associadas a distúrbios metabólicos e representando importante fator de risco para o desenvolvimento de condições como obesidade, doenças metabólicas e cardiovasculares​ (scielosp)​.