Publicado em Deixe um comentário

Dieta enteral

A dieta enteral é uma forma de nutrição que é administrada diretamente no trato gastrointestinal, geralmente através de um tubo de alimentação. Essa abordagem nutricional é frequentemente usada quando um indivíduo não consegue obter nutrição suficiente por via oral devido a uma variedade de condições médicas. Vamos explorar o que é a dieta enteral, para quem é indicada e como funciona.

O que é a Dieta Enteral?

A dieta enteral é uma forma de fornecer nutrientes essenciais diretamente no sistema digestivo. Isso é feito usando fórmulas líquidas específicas projetadas para atender às necessidades nutricionais do paciente. Essas fórmulas são compostas de proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais necessários para manter a saúde e o bem-estar.

Quem Pode se Beneficiar da Dieta Enteral?

A dieta enteral é frequentemente prescrita para pessoas que não conseguem comer normalmente devido a uma série de condições médicas, incluindo:

  1. Problemas de deglutição: Indivíduos que têm dificuldade em engolir alimentos de forma segura podem ser alimentados com dieta enteral para evitar riscos de aspiração.
  2. Doenças crônicas: Pacientes com condições médicas crônicas, como doença de Crohn, câncer, síndrome do intestino curto e pancreatite, podem usar a dieta enteral como parte de seu tratamento.
  3. Problemas neurológicos: Pessoas com distúrbios neurológicos graves, como paralisia cerebral, acidente vascular cerebral ou lesão medular, podem precisar da dieta enteral para garantir uma nutrição adequada.
  4. Pós-cirurgia: Após cirurgias que afetam a capacidade de se alimentar normalmente, a dieta enteral pode ser usada como um método temporário para atender às necessidades nutricionais.
Veja :  Dieta paleolítica

Como a Dieta Enteral Funciona?

A dieta enteral é administrada de várias maneiras, dependendo das necessidades do paciente. Isso pode incluir:

  1. Tubo nasogástrico (TNG): Um tubo é inserido através do nariz e passa pela garganta até o estômago. A fórmula é administrada através deste tubo.
  2. Gastrostomia (GT): Também conhecida como sonda gástrica, é um tubo que é inserido diretamente através da parede abdominal até o estômago. A fórmula é administrada através deste tubo.
  3. Jejunostomia (JT): Este tipo de tubo é inserido no jejuno, a parte superior do intestino delgado, e a fórmula é administrada diretamente no intestino.

A seleção do método e da fórmula de dieta enteral depende das necessidades médicas individuais do paciente e da capacidade de absorção de nutrientes.

A Importância da Supervisão Profissional

A prescrição e administração da dieta enteral devem ser feitas sob a supervisão de um médico e de um nutricionista. Eles avaliarão as necessidades nutricionais específicas do paciente e ajustarão a dieta conforme necessário. Além disso, é essencial monitorar de perto o progresso do paciente e fazer quaisquer ajustes necessários na dieta ao longo do tempo.

A dieta enteral desempenha um papel fundamental no suporte à nutrição de pessoas com necessidades médicas especiais que não conseguem se alimentar adequadamente por via oral. Ela fornece uma maneira segura e eficaz de garantir que os pacientes recebam os nutrientes necessários para manter a saúde e o bem-estar. No entanto, seu uso deve ser sempre supervisionado por profissionais de saúde qualificados para garantir a segurança e a eficácia. Se você ou um ente querido precisa de dieta enteral, consulte um médico e um nutricionista para orientação personalizada. A Dra. Larissa Scharf está disponível para fornecer suporte online e orientação em relação à nutrição enteral e outras necessidades nutricionais especiais. Agende uma consulta para obter orientações personalizadas.

Veja :  Dieta para perder barriga ?

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *